• Thales Kroth

Bullying, papo de gente grande


Quando a precaução se torna sinônimo da vida da gente, os pais dormem mais tranquilos. Isso por que a festinha que a filha de treze anos está indo a tarde está de acordo com a sua juventude, seus amigos. Como irá deixar sua filha sair sem saber responsáveis pela organização? Segurança do local, horário de volta, precisa de carona, aplicativo? Não são preocupações a toa, não é controle demasiado querer que sua filha aproveite o máximo, é necessário para que aconteça outras vezes.


A rede mundial de computadores possui diversos mecanismos de segurança. A inteligência artificial vem moldando novas vertentes de segurança da informação como o blockchain e tecnologias complexas e robustas para fontes seguras e autênticas. Nenhuma segurança é a melhor que aos olhos dos pais para saber quais usuários se comunicam com seus filhos. Fakes ou usuários fantasmas são comuns para atrair menores. Nenhum cuidado é longe demais quando se está certo.


A moda entra em cena a todo instante e convida quem desejar fazer parte. Da mesma forma os perigos no virtual e no real, ambos possuem consequências fortes alguém trilhar caminhos perigosos. Não adianta avisar que se entrar em sites maliciosos você pode pegar um malware, um vírus no seu notebook, é preciso instalar um programa de antivírus, não é mesmo? Então, como a segurança do seu filho, da sua filha será diferente ao seu cuidado se não estar prevenido para qualquer ocorrência?



Campanhas publicitárias não cansam de alertar os responsáveis sobre as prevenções de suicídios, jogos interativos que incentivam atos dessa natureza, campanhas como o “setembro amarelo” tem a total importância referente aos casos famosos como o da “Amanda Todd”, “Megan Meier”, “Rehtaeh Parson”, entre tantos outros que sofreram sozinhos ou não se abriram para familiares, professores, profissionais que podiam apoiá-los.


Não dê chance ao azar, veja filmes com seus filhos para a importância da conscientização. Há tantos: Bullying Virtual, direção de Charles Binamé, 2011; Bullying: Provocações Sem Limites, direção de Josetxo San Mateo, 2009; I’m Not Ashamed, direção de Brian Baugh, 2016; Bullying, direção de Lee Hirsch, 2011; Um Grito de Socorro, direção de Dave Schram, 2013; Cyberbullying – Garota Fora do Jogo, direção de Tom McLoughlin, 2005; etc. Tome a iniciativa e deixa a mente de quem mais você ama esclarecida. Todo caminho possui opções, esteja de braços abertos para abraçar essa causa.



.................................................................. Sobre o autor Thales Kroth é Palestrante na ODAC, Colunista em sites e blogs e Voluntário na ONG Parceiros Voluntários; com formação em Técnico em Contabilidade e Graduando em Administração e em Gestão Financeira pela Unisinos; gaúcho e solteiro.


0 visualização

©  2020 por Lane Lucena | vivasuaessencia@outlook.com | (88) 98132-0111 Ceará | Brasil

  • White Facebook Icon
  • Instagram - White Circle
  • White Google+ Icon
Siga
Viva Sua Essência