G-D8LLWBXBP3
 
  • Lane Lucena

Efeitos da alimentação na ansiedade


A Nutricionista Thanise Pitelli, Mestra em Ciência de Alimentos pela Universidade Estadual de Londrina enfatiza que para executar funções básicas, o cérebro requer duas substâncias: oxigênio e glicose. No entanto, muitos outros nutrientes também são necessários para o desenvolvimento do pensamento, da memória, do controle de saciedade e privação, e de outras funções superiores do cérebro.


A ansiedade afeta diversos órgãos do corpo, podendo gerar taquicardia, dor de estômago e até cólon irritável (patologia onde se alterna prisão de ventre e diarreia) e pode ser agravada em dietas de emagrecimento desequilibradas, no qual há menor ingestão de carboidratos, vitaminas e minerais, nutrientes estes necessários para o bom funcionamento do sistema nervoso. Além disso, o consumo de bebidas alcoólicas ou estimulantes - principalmente as que contêm cafeína em sua composição - e o fumo podem aliviar momentaneamente a ansiedade. Porém, uma vez passado o efeito, a ansiedade costuma reaparecer com maior intensidade. Além disso, por se tratar de drogas que causam dependência neuroquímica, todas deterioram o sistema nervoso. Dessa forma, deve-se reduzir o consumo de bebidas estimulantes como café e chá preto, bebidas alcoólicas e a ingestão de carnes vermelhas.


As vitaminas do complexo B são as que mais influem no bom funcionamento do cérebro e do sistema nervoso. A carência de vitamina B1, por exemplo, produz irritabilidade nervosa e depressão e a falta de B6, nervosismo. Os minerais afetam diretamente a atividade dos neurônios. Assim, a carência de magnésio pode produzir ansiedade, sendo importante consumir os seguintes alimentos, fontes desse mineral: aveia, arroz integral, tofu, milho, lentilha, oleaginosas como pistache, avelãs e amêndoas, vegetais folhosos verdes escuros e semente de abóbora.


Deve-se aumentar o consumo de cereais integrais e gérmen de trigo, já que fornecem carboidratos complexos e vitaminas do complexo B, necessários para o equilíbrio do sistema nervoso. Os ácidos graxos insaturados presentes nas frutas secas também são necessários para o desenvolvimento do sistema nervoso, principalmente das crianças. Portanto, fique atento! A alimentação pode auxiliar positivamente nos estados de ansiedade, evitando que esta atrapalhe seu dia-a-dia.


Matéria retirada do CADERNO MULTIDISCIPLINAR INNOVE.


Equipe Psiqueanalise.com

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo